pilates

Há muitos anos o Pilates vem ajudado atletas tanto na melhora de performance quanto na recuperação de traumas, devido a manutenção de força e flexibilidade no periodo de recuperção da parte lesionada. A melhora de performance acontece devido a melhora da eficiência do movimento. Um movimento mais eficiênte pela sua mecânica correta tem um desgaste calórico menor fazendo com que o atleta possa manter a mesma performance por um período mais prolongado. Há também um desgaste muscular menor levando a um aumento da potência e da resistência, diminuindo os movimentos compensatórios responsáveis pela maioria das lesões. Além disso o Pilates vai fortalecer o centro do corpo, o abdomem e os músculos de sustentação da coluna, você retreina o corpo a começar os movimentos pelo centro que estará mais forte e melhor organizado. Tudo isso aliado a melhora da propriocepção e equilibrio junto com a flexibilidade poderão fazer a diferença entre o primeiro e segundo lugar.Quais esportes podem se beneficiar?

  • Atletismo
  • Ballet
  • Basquete
  • Beisebol
  • Equitação
  • Futebol
  • Ginástica Artística
  • Golf
  • Natação
  • Patinação
  • Triathlon
  • Vôlei
  • Outros

Já existem cursos de Pilates específicos para ginastas e bailarinos, para jogadores de Golf ou para Equitação. Algumas equipes de Vôlei e Basquete colocaram o Pilates de solo com parte do treinamento com um ótimo resultado. Imagine um corredor que a cada passada aumenta um centímetro devido a uma melhora na flexibilidade, no termino da prova estará metros a frente sem ter alteradado na velocidade ou força! Some a isso uma melhor respiração, ombros mais soltos e relaxados… o resultado poderá ser surpreendente!

Mas lembre-se, procure sempre a ajuda de um profissional qualificado. Muitos assistem fitas ou DVDs de Pilates e acabam se lesionando por não estar realizando corretamente o movimentos, sem falar que Pilates é muito mais do que o movimento em si, Pilates é um conjunto de princípios desde como respirar e como se conectar com o seu próprio corpo.

Venha fazer parte desse time!

Devido aos hábitos cada vez menos sadios das crianças, observa-se um crescente aumento de patologias de coluna na infância. Principais fatores:
  • Falta de segurança ao brincar na rua;
  • Falta de tempo e alto custo para a realização de atividades físicas extra-curriculares;
  • Facilidade e comodidade ao deixar a criança assistir TV ou jogar video games por horas seguidas;
  • Má alimentação e crescente obesidade;
  • Baixa auto-estima e ausência dos pais;
  • Carteiras de estudo ergonomicamente impróprias (leia mais na pesquisa cientifica);
  • E para completar, a criança passa horas sentada na escola, carrega mochila pesada e de forma incorreta, e muitas vezes é excluida dos jogos das aulas de Educação Física por ser fraca e descoordenada, se desinteressando pela atividade esportiva.

Precisamos tentar mudar o quanto antes a rotina de nossas crianças. Cabe a todos os profissionais envolvidos e aos pais um trabalho em conjunto para que haja uma eficiente mudança.

O profissional de Educação Física tem um grande papel nesse processo, ele poderá ajudar da seguinte forma:

  • Identificar o mais cedo possível desvios posturais para que a criança possa ser encaminhada a um profissional especializado.
  • Melhorar a consciência corporal da criança através de exercícios que desafiem a coordenação e equilíbrio.
  • Ensinar a sentar corretamente e corrigir os desequilíbrios corporais, como: músculos fracos e encurtados e problemas de desalinhamento.
  • Desenvolver o gosto pela atividade corporal pela ludicidade. Criar e explorar movimentos, desafiar o controle e fortalecer de forma equilibrada e divertida.

Caso a criança já apresente algum desvio postural visível, ela deverá iniciar um tratamento com profissional especializado. O Pilates poderá corrigir ou minizar este problema, reequilibrando e realinhando o corpo, devendo ser iniciado o mais rápido possível para evitar agravamentos.

Escrito por Tatiana Matsui

 

O Condicionamento Físico por meio do Método Pilates na Idade mais Feliz

Envelhecer é um processo lento e progressivo. Ninguém envelhece da noite para o dia. Como estas mudanças acontecem de forma contínua e não eventual, é necessário adaptar-se a elas durante toda a vida.

No princípio do século passado, a expectativa de vida da população era de 35 anos. Atualmente, calcula-se que, nos países desenvolvidos, seja de 74 anos para homens e 82 para mulheres. No Brasil, segundo pesquisa feita em 2000, a expectativa de vida é de 64 anos para homens e 72 para mulheres.

A porcentagem elevada de pessoas idosas em uma sociedade constitui um índice de progresso e desenvolvimento. Ver cada vez mais idosos nas ruas é motivo de satisfação: isso representa uma vitória em relação ao tempo. Contudo, a preocupação não deve ser quantos anos a pessoa irá viver, mas, sim, de que forma esses anos serão vividos e em que estado de saúde e de espírito.

Pensamento Jovem

É importante jamais se considerar limitado. Encarar o envelhecimento de forma positiva é melhor do que qualquer creme anti-rugas. Pior do que alguém de mais idade é uma pessoa que enxerga tudo como se não houvesse solução aparente.

Exercícios

Apesar de ser um fato raro, o ser humano é capaz de chegar aos cem anos. Especialistas defendem que dentro de poucas décadas a expectativa de vida em países com bom nível de desenvolvimento na área de saúde beire os 120 anos. Tenha como prioridade ter um peso adequado e bom preparo físico. Os exercícios físicos ajudam a aprimorar o condicionamento do corpo e evitar as perdas de massa muscular. Ter um organismo com baixo índice de gordura afasta várias doenças fatais.

Cérebro Ativo

Para não esquecer algo, mantenha sua mente em constante reciclagem. Ao Praticar Pilates a mente é estimulada pela variedade de exercícios onde trabalha-se a coordenação motora e a memória pelo principio da concentração. Além disso, pode utilizar jogos e brincadeiras para exercitar seu cérebro. Fugir da rotina ajuda a desenvolver áreas do cérebro que são menos utilizadas. Procure atividades voluntárias, escutar música, cursos variados, escrever ou viajar.

Adeus, Estresse!

Cante, dance, pratique Pilates. Cultive um hobby. O cardápio anti-estresse é super variado e tem diversos tipos de opções. Procure a alternativa que melhor se enquadra no seu perfil. Ter bom humor e viver em contato com a natureza ajuda a espantar o fantasma da velhice.

Os benefícios

São muitos os benefícios proporcionados pelo Pilates aos idosos: alívio da dor, principalmente as lombares, maior percepção dos movimentos, fortalecimento muscular, maior equilíbrio, aumento da flexibilidade (musculatura mais alongada), alívio do estresse, entre outros. A grande vantagem está na melhora da auto-estima do praticante, uma vez que ele consegue realizar uma série de exercícios físicos que até então não se julgava capaz.

Mais força, maior controle muscular, melhor capacidade respiratória e melhor circulação, maior flexibilidade, musculatura mais alongada, tonificada e definida, postura mais correta, mais consciência corporal, maiores equilíbrio e coordenação, alívio do estresse, da fadiga e de dores musculares e melhor saúde das articulações são alguns dos ganhos enumerados. Tudo em benefício dos mais idosos ou de quem tem algum problema de saúde que causa limitações físicas.

Fazer Pilates não é mérito só de pessoas mais jovens. O Pilates oferece um atendimento personalizado para idosos, realizando um trabalho corporal direcionado às pessoas com limitações físicas de acordo com a idade.

O método vem sofrendo aperfeiçoamentos no mundo, mas envolvendo sempre os princípios de controle, precisão, concentração e respiração. Para Pilates, o método permitiria a autonomia dos movimentos corporais, correção da postura e o revigorar da mente.

O aumento do equilíbrio corporal também é um grande avanço, já que o idoso tem seu equilíbrio comprometido devido à idade. Tudo isso sem nenhum risco de lesão corporal, já que Pilates é um trabalho aplicado com uma grande margem de segurança, não cansa e não causa dores musculares posteriores.
O maior equilíbrio muscular possibilita realizar com mais conforto as tarefas do dia-a-dia. Dá mais energia.

O respeito aos limites do corpo evita lesões e desgaste físico; a respiração correta aumenta a capacidade pulmonar e melhora a circulação;

As aulas

As aulas podem ser: individuais ou em grupos de até três pessoas. Isso acontece para que as séries possam ser adaptadas às necessidades de cada praticante e também para que o instrutor possa dedicar atenção à qualidade dos movimentos de cada aluno. Este diferencial privilegia o idoso, já que ele pode se concentrar mais e fazer as sessões com privacidade.

O método utiliza ainda imagens visuais estimuladas pela voz do professor, despertando atitudes corporais durante a aula. Como exemplos de metáforas visuais, o professor diz ao aluno para “arredondar os braços como se estivesse abraçando uma bola” ou “ficar com a coluna ereta como se encostasse a cabeça no teto”. Os alunos colocam os músculos em ação, dirigindo a atenção para a prática correta do movimento.

Corpo sarado sem musculação

De uma barriga mais definida ao autocontrole, passando por músculos firmes, fortes e alongados, ótima postura, articulações mais saudáveis, melhor capacidade de respiração e maior tolerância ao stress. Ufa! Não é à toa que o pilates conquista novas adeptas a cada dia.

por Olga Penteado

Espire e solte todo o ar, sentindo seu abdômen encolher ao máximo – como se o umbigo fosse colar nas costas – e as costelas fechando em direção ao centro. Sua barriga fica retinha, a cintura afina. Pena que dure só até a próxima respiração! Você pode, porém, preservar esse momento mágico para sempre ao praticar o pilates, um método de condicionamento físico criado na Alemanha na década de 20. Seja nos aparelhos inventados por Joseph Pilates – estruturas de madeira e metal , com molas etiras de couro – como nos movimentos feitos no chão – técnica conhecida por mat pilates -, os músculos são trabalhados duplamente, ou seja, são tonificados e alongados ao mesmo tempo, mas dentro do limite de cada praticante. “Os corpos treinados pelo método são fortes, alongados, flexíveis e saudáveis.

A postura melhora muito e os movimentos se tornam elegantes”, garante Alice Becker, instrutora e proprietária do Physio Pilates, estúdio em Salvador (BA). “Lembro de uma ex-aluna que dizia que tinha a sensação de estar percorrendo um salão de baile com roupas fluidas, ainda que estivesse atravessando a faixa de pedestre”, conta Alice. Para quem não gosta do ambiente agitado das academias, pilates é ideal, pois permite um corpo malhado sem puxar ferro. Esse é o caso de Tatiana Tiepolo, que pratica no estúdio Physio Sport Pilates, em São Paulo (SP). “Além de músculos mais firmes e bem desenhados, melhorei a postura”, diz ela.

Silhueta nova em três meses

“A técnica dá resultados rápidos e duradouros, por isso está despertando tanto interesse”, diz Teresa Camarão , proprietária de studio no Rio de Janeiro. Segundo ela, em dez seções já dá para sentir diferença na flexibilidade. Em três meses, os músculos estão mais definidos e o condicionamento físico tem uma melhora significativa. “A mulher passa a conhecer seu corpo. Percebe seus limites, mas consegue vencê-los, desenvolvendo o autocontrole”, conta.

Tanto em aparelhos como no solo, o pilates é uma ginástica livre de impacto e que respeita a individualidade. “Os aparelhos servem para posicionar as alunas iniciantes e, ao mesmo tempo, para desafiar as experientes. Em grau avançado, por exemplo, a ginástica pode ser feita em um trapézio acoplado a um dos aparelhos”, diz Vany Giannini, fisioterapeuta e sócia-proprietária do Physio Sport Pilates. No solo, os exercícios exigem ainda mais da praticante, que tem de controlar sozinha o seu corpo. “O trabalho, porém, também pode ser facilitado com o uso de equipamentos como bolas e elásticos”, fala Sandra Tófoli , professora de pilates da academia Fórmula , de São Paulo.

Por dar ênfase à correção postural e ao bom alinhamento das articulações, o método é indicado também para o tratamento de lesões na coluna, joelhos e ombros, entre outras. Ana Paula Brownerompeu os ligamentos dos joelhos ao acidentar-se na Austrália. De volta ao Brasil, passou a se tratar com uma fisioterapeuta especializada na técnica. “Para minha surpresa, não tive que operar os joelhos”, relata Ana Paula, que é aluna do Centro de Ginástica Postural Angélica (CGPA), em São Paulo.

Abdômen forte comanda o corpo

A base do método é o centro de força, composto principalmente pelos músculos do abdômen, região lombar, quadris e glúteos. O centro de força permanece contraído, dando sustentação para movimentação solta, fluida, das pernas e braços.”Temos que controlar o centro de força durante toda a aula, pois é ele que mantém estável a coluna vertebral, evitando lesões”, explica Alexandre Von Ajs, coordenador de pilates da Velox e professor da Estação do Corpo, academias no Rio de Janeiro (RJ). “Para fazer os movimentos, a aluna tem que estar atenta, concentrada. Por isso, dizemos que a mente também está presente na ginástica”, diz Cristina Abrami , instrutora e sócia-proprietária do CGPA.

“Com o treinamento, o cérebro registra as informações e a postura exigida para os exercícios é assimilada automaticamente no dia-a-dia. A barriga fica lisinha e a cintura afinada para o resto da vida”, garante a professora, lembrando também que o posicionamento correto da coluna protege de lesões e dores. Mulheres que já malham estão procurando o método para trabalhar o abdômen, como é caso de Valeska Praxedes, atriz e modelo paulistana de 29 anos que tem aulas de mat pilates na Fórmula. “Fiquei impressionada, até minha cintura afinou”, conta.

Prática mexe com as emoções

Segundo Pilates, que estudou técnicas orientais como a ioga para desenvolver seu método, o centro de força controla não só os movimentos do corpo como as emoções. “A adepta fica mais centrada, nos dois sentidos, físico e mental”, diz Cristina Abrami. Outro fator que interfere no bem-estar é o controle da respiração, fundamental para manter a postura durante os exercícios.

“A respiração adequada também ajuda a combater o stress, pois acalma a mente e controla a agitação”, fala Vany Giannini. “Fiquei mais tranqüila e equilibrada, não me irrito com qualquer coisa”, confirma Luciana Fortes, 28 anos, funcionária pública que treina no Physio Sport Pilates, em São Paulo. Corpo definido, protegido de lesões, menos stress: que proposta irresistível. Não é à toa que o pilates virou mania.

Aulas de solo com pequenos aparelhos

As aulas de solo, assim como nos aparelhos, proporcionam força, flexibilidade, resistência, melhora a postura e potencializa a respiração.

São feitas com o peso do próprio corpo ou com pequenos aparelhos: Flex Ring toner, rolo mágico, bolas e faixa elástica, levando em consideração os seis princípios do método:

  • Respiração­- Organização do tronco com a inspiração e expiração.
  • Alongamento Axial/ Controle de centro
  • Organização da cintura escapular, da coluna toráxica e cervical.
  • Articulação da Coluna
  • Alinhamento e suporte de peso da extremidade inferior e superior
  • Integração do Movimento

Aulas nos aparelhos

Assim como no solo, desenvolve todas as qualidades físicas citadas, bem como seus princípios.

Nos aparelhos os movimentos se tornam mais precisos e facilitados pela ajuda das molas, ou dificultados quando deseja colocar resistência.

 

Conheça os principais Equipamentos do Método Pilates : Reformer, Trapézio ou Cadilac, Cadeira (Chair), Ladder Barrel (barril) e Meia-Lua

 

1. Melhora da Postura
Sua coluna suporta o peso do seu corpo e permite que o seu corpo se desloque com facilidade e conforto.  Essa é a teoria.  Mas, na prática, horas passadas sentado a frente do computador ou da TV, acabam fazendo com que a coluna perca a forma natural, em S, resultando em dores nas costas e ombros arredondados. O Pilates contribui para realinhar a coluna vertebral e melhorar a postura.

2. Alívio da dor nas costas
A maioria dos problemas de coluna é proveniente de má postura e maus tratos à coluna. Por realinhar a sua coluna e conscientizar a postura, muitas dores nas costas podem ser totalmente eliminadas.

3. Uma boa noite de sono
Pergunte a qualquer um quais as três coisas essenciais para a vida e irão lhe responder: água, ar e alimentos. Poucas pessoas vão citar que dormir também é essencial para a qualidade de vida. São prescritos mais de 10 milhões de receituários de pílulas para disturbios do sono, a cada ano na Inglaterra. O que lhe dá uma noção do número de pessoas que sofrem de insônia em todo o mundo. A prática de Pilates pode ajudar alongando os músculos, liberando tensões e dores, o que pode, comprovadamente, desencadear o sono natural.

4. Aumento da força e resistência muscular, sem hipertrofia
Pilates ajuda a aumentar a sua força e resistência sem hipertrofia dos músculos, porque se concentra no desenvolvimento do “core” – músculos localizados nas regiões pélvica e abdominal, bem como nas costas. Através do alongamento e tonificação muscular e por corrigir sua postura, sua força e resistência natural melhoram.

5. Prevenção da osteoporose
Uma em cada duas mulheres e um em cada cinco homens com idade superior a 50 anos, no Reino Unido, irão quebrar um osso, principalmente por desenvolver osteoporose. A osteoporose afeta três milhões de pessoas no Reino Unido todos os anos, especialmente na coluna, punho e quadril que tornam-se frágeis e suscetíveis a fraturas. Ao promover a boa postura e equilíbrio, o pilates ativamente pode ajuda na prevenção da osteoporose e consequentes quedas.

6. Uma ótima maneira de relaxar e bater estresse
Pilates é uma forma suave de exercício que literalmente lhe reintroduz ao seu próprio corpo. E quanto melhor você entender o seu corpo e como ele funciona, mais fácil será para você liberar a tensão, relaxar e combater o stress da vida moderna.

7. Ajuda a prevenir a incontinência urinária
Incontinência urinária por causa de stress excessivo é a forma mais comum de incontinência e afeta mais de três milhões de pessoas no Reino Unido. Uma causa comum deste tipo de incontinência nas mulheres é a gestação, quando os músculos do pavimento pélvico podem ser enfraquecidos. Outra causa é o envelhecimento destes músculos, já na terceira idade. O pilates ajuda a fortalecer o pavimento pélvico, prevenindo assim, um problema que gera angustia para muitas pessoas.

8. Melhora seu equilíbrio e coordenação
A prática do Pilates ajuda a melhorar o seu equilíbrio e coordenação pelo realinhamento da coluna e fortalecimento do “core”. Um melhor equilíbrio e coordenação significa menos lesões. Vem daí o grande sucesso do pilates entre os atletas, bailarinos e esportistas.

9. Ajuda na recuperação de lesões e evita lesões recorrentes.
Devido a sua natureza de baixo impacto, o pilates é amplamente reconhecido como sendo benéfico para pessoas que estão em recuperação de determinados tipos de lesões, incluindo uma vasta gama de lesões desportivas. Na verdade, muitas das lesões causadas na prática de esportes podem ser evitadas – e o pilates desempenha parte importante garantindo um movimento corporal correto e maior resistência.

10. Boa forma física Sem sofrimento
Muitas pessoas simplesmente não podem nem pensar na rotina de uma academia de musculação, muito menos no esforço físico para ganhar músculos. Um mantra bastante ouvido nas academias é “sem dor, sem ganho”, mas isso não se fala num estúdio de pilates. Pilates é uma tecnica de exercício não aeróbico, suave, mas que fornece tônus e fortalece os músculos de dentro pra fora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: