Nos próximos dias vocês terão um pequeno informativo sobre como os benefícios do Pilates ajudam a evitar ou minimizar doenças específicas.

Segundo Joseph Pilates, ocupando o corpo física e mentalmente, este responde trabalhando como um organismo mais eficiente.

1. Doenças cardíacas e derrame cerebral

As atividades fisicas podem diminuir pela metade o risco de doenças cardíacas ou de um derrame cerebral. Exercitar-se ajuda a reduzir o risco destas doenças vasculares porque diminui a pressão sangüinea, aumenta o nível de proteção do colesterol HDL, o “bom”colesterol, reduz o risco de coágulos sangüineos, diabetes e aumento de peso. As pessoas que mantém um estilo de vida ativo tendem a permanecer saudáveis

beneficios

Nos próximos dias vocês terão um pequeno informativo sobre como os benefícios do Pilates ajudam a evitar ou minimizar doenças específicas.

Segundo Joseph Pilates, ocupando o corpo física e mentalmente, este responde trabalhando como um organismo mais eficiente.

1. Doenças cardíacas e derrame cerebral

As atividades fisicas podem diminuir pela metade o risco de doenças cardíacas ou de um derrame cerebral. Exercitar-se ajuda a reduzir o risco destas doenças vasculares porque diminui a pressão sangüinea, aumenta o nível de proteção do colesterol HDL, o “bom”colesterol, reduz o risco de coágulos sangüineos, diabetes e aumento de peso. As pessoas que mantém um estilo de vida ativo tendem a permanecer saudáveis

fibromialgia

Fibromialgia e Pilates

 

Fibromialgia e Pilates: A fibromialgia é uma doença com dor musculo-esquelética crônica, que não apresenta gravidade, mas muuuito incômodo para os pacientes. Na Fibromialgia o alongamento diário é importante.

O Pilates trabalha bastante os movimentos do corpo e respiração, é uma forma de exercício para todo o corpo com bastante alongamento e fortalecimento da musculatura corporal. É um exercício ótimo para quem não gosta de musculação e precisa ganhar resistência muscular (Lembre-se que na maioria das doenças musculo-esqueléticas a diminuição de força e resistência muscular com contratutras é muito comum).

Portanto, o Pilates pode ser considerado um exercício para o corpo todo e para a mente. Importante para quem quiser realizar esse tipo de atividade, consultar seu médico e fazer um Pilates em estúdios com equipamentos especializados e profissionais especializados.

vantagens do pilates

 um sonho começando a ser concretizado, de ter um espaço agradável para reunir pessoas especiais interessadas em cuidar de um dos bens mais preciosos: nós mesmos. Temos justamente esse intuito de cuidar, de proporcionar momentos prazerosos,fazer amigos,de voltar a sentir os cheiros simples da vida…de respirar o bem-estar! Cada detalhe foi cultivado com toda a cautela e carinho para dar continuidade ao nosso propósito, claro, com a participação de cada um de vocês. Se você ainda não conhece,

 
 

O QUE É PILATES?

Pilates é um método de exercícios que pode ser conduzido ao condicionamento físico e/ou reabilitação. Estimula mente e corpo, promovendo saúde, beleza e qualidade de vida com resultados harmoniosos. É uma mistura balanceada de força e flexibilidade através de exercícios holísticos prezando a qualidade dos movimentos, em uma proposta mais tranqüila. Seu grande diferencial consiste em atingir os objetivos de cada aluno através de exercícios baseados na força central do corpo (CORE), na consciência corporal e no equilíbrio muscular, evitando a sobrecarga articular e muscular, prevenindo lesões.
 
 

QUAIS OS BENEFÍCIOS DO PILATES?

• Alongar e fortalecer a musculatura
• Fortalecimento dos músculos centrais do corpo (CORE)
• Estímulo da percepção do corpo e mente
• Aquisição de padrões eficientes e econômicos de movimentos
• Redução das tensões e do estresse
• Restauração do alinhamento postural
• Fortalecimento e flexibilidade à coluna vertebral
• Recuperação de lesões
• Estímulo da respiração de forma adequada
• Melhora a circulação sangüínea e a oxigenação
• Aumento da coordenação neuromuscular
• Alivia as dores articulares e musculares
• Proporciona equilíbrio muscular
• Melhora da mobilidade, agilidade e vigor
• Complemento ao treino desportivo – potência aos resultados e prevenção às lesões
• Desenvolvimento das capacidades funcionais para as atividades diária
• O corpo adquire uma boa estética
• Auto-estima
 
 

Mais anos de vida apesar das doenças

Doenças Cardiovasculares: Infarto, Angina, Insuficiência Cardíaca

Fatores de risco: Pouca atividade física (sedentarismo), fumo, diabetes, alta taxa de gordura no sangue (colesterol) e obesidade (gordura).
Sintomas: Falta de ar, dor no peito, inchaço, palpitações.
Prevenção: Praticar atividade física de forma sistemática, não fumar e controlar o peso, colesterol e a diabetes.

Derrames (Acidente Vascular Cerebral – AVC)
Fatores de risco: Pressão alta (hipertensão arterial), fumo, sedentarismo, obesidade e colesterol elevado.
Sintomas: Tontura, desmaio paralisia súbita.
Prevenção: Praticar atividade física de forma regular e sistemática, não fumar, controla a pressão arterial, peso e o colesterol

Câncer
Fatores de risco: Fumo, exposição ao sol, alimentação inadequada, obesidade, casos na família, alcoolismo.
Sintomas: Depende do tipo de Câncer, um dos sintomas mais comuns e o emagrecimento inexplicável
Prevenção: Consultar o médico pelo menos uma vez por ano para fazer exames preventivos, evitar exposição ao sol em excesso e não fumar.

Pneumonia
Fatores de Risco: Gripe, enfizema e bronquite anteriores, alcoolismo e imobilização na cama
Sintomas: Febre, dor ao respirar, escarro, tosse.
Prevenção: Praticar atividade física de forma regular e sistemática, boa alimentação, vacinação contra gripe e pneumonia.

Enfizema e Bronquite Crônica
Fatores de Risco: Fumo, casos na família, poluição excessiva.
Sintomas: Tosse, falta de ar e escarro.
Prevenção: Para de fumar, manter a casa ventilada e aberta ao sol

Infecção urinária
Fatores de Risco: Retenção urinária no homem e na mulher a incontinência urinária.
Sintomas: Ardor ao urinar e vontade freqüente de urinar.
Prevenção: Consultar um médico e tratar a infecção e sua causa.

Diabetes
Fatores de Risco: Obesidade, sedentarismo, casos na família
Sintomas: Muita sede e aumento no volume de urina.
Prevenção: Controlar o peso e a taxa de açúcar no sangue.

Osteoporose
Fatores de Risco: Fumo, sedentarismo, dieta pobre em cálcio, nas mulheres o risco é 7 vezes maior.
Sintomas: Não há sintomas, em geral, é descoberta pelas complicações (fraturas).
Prevenção: Praticar atividade física de forma regular e sistemática, não fumar, comer alimentos ricos em cálcio

Osteartrose
Fatores de Risco: Obesidade, traumatismo, casos na família.
Sintomas: Dores nas juntas de sustentação (joelho, tornojelo e coluna), e na mãos
Prevenção: Controlar o peso e praticar atividades física adequada.

O Ministério da Saúde recomenda que os idosos façam visitas pelo menos uma vez por ano ao médico e realize exames e utilizem vacinas como forma preventiva de identificar e combater as doenças em sua fase inicial facilitando o tratamento e a proteção da saúde.

Vacinas:
Tetano – a cada 10 anos.
Gripe – anualmente. Pneumonia – a cada 05 anos.
Pneumonia – a cada 5 anos.

Exames:
Aferir a pressão arterial – anualmente.
Coleterol Sangüíneo – anualmente.
Glicemia – anualmente.
Pressão ocular – anualmente.
Urina – anualmente.
Ginecológico (feminino) – anualmente.
Próstata (masculino) – anualmente.

Observem que a maioria das medidas de prevenção e fatores de risco das doenças citadas está relacionada aos benefícios ou efeitos da ausência do exercício físico (destacado na cor roxa). Assim, o PILATES, por ser um dos métodos de exercício físico sistemático mais eficientes e seguros, também se insere na lista de prevenção das principais doenças da terceira idade. E além da prevenção destas, o praticante conquista todos os outros inúmeros benefícios já apresentados nesse blog (lista na lateral direita da tela), sobretudo a estabilização das dores e tensões, socialização – importantíssima nessa faixa etária, auto-estima, auto-confiança física e emocional, independência nas atividades da vida diária, saúde, bem-estar e qualidade de vida.

efeito do pilates nas doenças

Doenças Cardiovasculares: Infarto, Angina, Insuficiência Cardíaca

Fatores de risco: Pouca atividade física (sedentarismo), fumo, diabetes, alta taxa de gordura no sangue (colesterol) e obesidade (gordura).
Sintomas: Falta de ar, dor no peito, inchaço, palpitações.
Prevenção: Praticar atividade física de forma sistemática, não fumar e controlar o peso, colesterol e a diabetes.

Derrames (Acidente Vascular Cerebral – AVC)
Fatores de risco: Pressão alta (hipertensão arterial), fumo, sedentarismo, obesidade e colesterol elevado.
Sintomas: Tontura, desmaio paralisia súbita.
Prevenção: Praticar atividade física de forma regular e sistemática, não fumar, controla a pressão arterial, peso e o colesterol

Câncer
Fatores de risco: Fumo, exposição ao sol, alimentação inadequada, obesidade, casos na família, alcoolismo.
Sintomas: Depende do tipo de Câncer, um dos sintomas mais comuns e o emagrecimento inexplicável
Prevenção: Consultar o médico pelo menos uma vez por ano para fazer exames preventivos, evitar exposição ao sol em excesso e não fumar.

Pneumonia
Fatores de Risco: Gripe, enfizema e bronquite anteriores, alcoolismo e imobilização na cama
Sintomas: Febre, dor ao respirar, escarro, tosse.
Prevenção: Praticar atividade física de forma regular e sistemática, boa alimentação, vacinação contra gripe e pneumonia.

Enfizema e Bronquite Crônica
Fatores de Risco: Fumo, casos na família, poluição excessiva.
Sintomas: Tosse, falta de ar e escarro.
Prevenção: Para de fumar, manter a casa ventilada e aberta ao sol

Infecção urinária
Fatores de Risco: Retenção urinária no homem e na mulher a incontinência urinária.
Sintomas: Ardor ao urinar e vontade freqüente de urinar.
Prevenção: Consultar um médico e tratar a infecção e sua causa.

Diabetes
Fatores de Risco: Obesidade, sedentarismo, casos na família
Sintomas: Muita sede e aumento no volume de urina.
Prevenção: Controlar o peso e a taxa de açúcar no sangue.

Osteoporose
Fatores de Risco: Fumo, sedentarismo, dieta pobre em cálcio, nas mulheres o risco é 7 vezes maior.
Sintomas: Não há sintomas, em geral, é descoberta pelas complicações (fraturas).
Prevenção: Praticar atividade física de forma regular e sistemática, não fumar, comer alimentos ricos em cálcio

Osteartrose
Fatores de Risco: Obesidade, traumatismo, casos na família.
Sintomas: Dores nas juntas de sustentação (joelho, tornojelo e coluna), e na mãos
Prevenção: Controlar o peso e praticar atividades física adequada.

O Ministério da Saúde recomenda que os idosos façam visitas pelo menos uma vez por ano ao médico e realize exames e utilizem vacinas como forma preventiva de identificar e combater as doenças em sua fase inicial facilitando o tratamento e a proteção da saúde.

Vacinas:
Tetano – a cada 10 anos.
Gripe – anualmente. Pneumonia – a cada 05 anos.
Pneumonia – a cada 5 anos.

Exames:
Aferir a pressão arterial – anualmente.
Coleterol Sangüíneo – anualmente.
Glicemia – anualmente.
Pressão ocular – anualmente.
Urina – anualmente.
Ginecológico (feminino) – anualmente.
Próstata (masculino) – anualmente.

Observem que a maioria das medidas de prevenção e fatores de risco das doenças citadas está relacionada aos benefícios ou efeitos da ausência do exercício físico (destacado na cor roxa). Assim, o PILATES, por ser um dos métodos de exercício físico sistemático mais eficientes e seguros, também se insere na lista de prevenção das principais doenças da terceira idade. E além da prevenção destas, o praticante conquista todos os outros inúmeros benefícios já apresentados nesse blog (lista na lateral direita da tela), sobretudo a estabilização das dores e tensões, socialização – importantíssima nessa faixa etária, auto-estima, auto-confiança física e emocional, independência nas atividades da vida diária, saúde, bem-estar e qualidade de vida.

pilates

  • O que exatamente é Pilates?

Pilates é um sistema com mais de 500 exercícios que trabalham mente e corpo. É uma mistura balanceada com treino de força e flexibilidade que melhora a postura, reduz o stress, alonga e tonifica a musculatura sem exageros.

Pilates trabalha vários grupos musculares simultâneamente através de movimentos suaves e continuos, com ênfase na concentração, fortalecimento e estabilização do CORE (abdômen, coluna e região pélvica, também chamado de “powerhouse”).

O foco é na qualidade dos movimentos, ao invés da quantidade, o que faz o praticante sentir-se revigorado, ao invés de exausto após uma prática. Pilates tem um apelo no equilibrio, assim nenhum grupo muscular fica sobrecarregado, e o corpo trabalha de forma mais eficiente e holistica nos esportes e nas atividades de seu dia a dia. Os exercícios de Pilates podem ser feitos no solo ou em equipamentos específicos, como o “Reformer”, “Cadillac” e “Ladder Barrel”.

  • Quais os benefícios do Pilates?

Praticando regularmente os exercícios de Pilates você pode:

• Alongar, tonificar e definir a musculatura sem exageros
• Definir a musculatura abdominal mais profunda e melhorar o CORE
• Trabalhar a percepção do corpo e mente
• Padrões eficientes de movimentos deixando o corpo menos vulnerável a lesões
• Reduzir o “stress”, aliviar as tensões, ganho de energia
• Restaurar o alinhamento postural
• Deixar sua coluna mais forte e flexível
• Recuperação de lesões
• Melhorar a área de movimento das articulações
• Melhora a circulação sangüínea
• Aumento da coordenação neuromuscular
• Oferece alívio das dores nas costas e stress das articulações
• Corrige sobre-carga dos grupos musculares que podem levar ao stress e alguma lesão
• Melhora da mobilidade, agilidade e vigor
• Complemento para treino esportivo e desenvolvimento funcional para a atividade diária
• Melhora o visual de seu corpo, assim como sua auto-estima

  • O Pilates é apenas mais uma moda passageira?

Esta parece ser uma pergunta estranha de um método de exercícios que foi inventado a um século atrás e tem seguidores de muitas décadas.

A resposta para a pergunta é simples: não. E a razão é mais simples ainda: porque realmente funciona.

Joseph Pilates sempre disse que seu método estava 50 anos a frente de seu tempo. O crescimento e popularidade atual do Pilates é a base para sustentar sua teoria.

  • Posso assinar e receber a revista em minha casa?

A Revista Pilates é uma revista eletrônica on-line, não possuindo versão em papel.

Acreditamos desta maneira estar contribuindo para a preservação do meio ambiente e conseguindo ter um alcance mais amplo em relação aos nossos leitores.

Para efetuar seu cadastro e receber nosso boletim eletrônico em seu email, acesse o link:

  • Quantas vezes por semana é o ideal para a prática de Pilates?

Os especialistas orientam que deve ser praticado, no mínimo, 2 vezes por semana para que o corpo se condicione com os movimentos, trazendo os benefícios esperados.

A frequência vai depender do objetivo que se quer alcançar. Diferente da musculação, onde o corpo precisa de um descanso para responder aos estímulos, o pilates pode até ser praticado diariamente. Sempre, é claro, com a orientação de um profissional que irá determinar o melhor treinamento para cada indivíduo e situação.

  • Posso praticar Pilates em casa?

A prática de Pilates deve ser orientada por um instrutor que acompanhará o aluno, cuidando da sua postura e respiração. Existem exercícios simples que podem ser realizados em casa, mas apenas por pessoas que já tiveram muitas horas de aula e que já tomaram a consciência corporal trabalhada pelo Pilates. Se você está iniciando a prática, nem pense em fazer sozinho, pois os exercícios mal executados podem causar danos ao seu corpo.

  • Pilates emagrece?

O emagrecimento não decorre exclusivamente da prática de Pilates, mas de uma combinação de fatores. Também depende do tipo de corpo do aluno, do nível de esforço e dos tipos de exercícios trabalhados durante a aula. No entanto, ele não é um exercício aeróbico.
Como o Pilates cria massa muscular magra, isso colabora para aumentar o seu potencial de queima calórica, além de tonificar e alinhar o corpo.

Quando praticado corretamente, o Pilates promove uma respiração profunda e eficiente, o que é essencial para a queima de calorias e a regeneração de tecidos. Portanto, a prática frequente de Pilates colabora significativamente para o emagrecimento, mas não emagrece sozinha.

  • Gestantes podem praticar Pilates?

Uma gestante saudável, com a liberação de seu médico pode praticar Pilates. A preocupação deve estar em procurar um instrutor experiente com gestantes, pois para cada mês de gestação existem cuidados a se tomar. Então, lembre-se: antes de praticar, pergunte ao seu médico se você está liberada e encontre um professor com experiência com a prática de Pilates para gestantes.

  • Pilates melhora a coluna?

O método Pilates é usado tanto por educadores físicos, quanto por fisioterapeutas em tratamentos de reabilitação postural. Os exercícios alongam, aumentam a flexibilidade e realinham o corpo, melhorando a postura e eventuais dores de coluna.

Mas atenção: para casos de patologias de coluna antes de fazer qualquer exercício, deve-se buscar a orientação de um médico especialista. E ao iniciar uma aula de Pilates, o instrutor deve fazer uma avaliação física para entender os problemas e as limitações do paciente/aluno e assim, aplicar os exercícios mais adequados de acordo com a avaliação de cada pessoa.

  • Pilates me deixa mais disposto?

O Pilates trabalha corpo e mente, com ênfase na respiração e consciência corporal, promovendo assim, o bem estar físico e mental.

  • Como montar um estúdio de Pilates?

Um estúdio de Pilates é um negócio como outro qualquer, assim é preciso planejamento, conhecimento do mercado e muita dedicação. Existem empresas especializadas que podem orientar o cliente na montagem do estúdio, desde o layout da sala ao plano de negócios. Para saber mais, acesse www.negociopilates.com.br

  • Comecei a fazer pilates, em quanto tempo vejo a diferença em meu corpo?

Para responder a esta pergunta é preciso avaliar a intensidade do treino, a frequência semanal das aulas e o tipo de corpo da pessoa. Cada metabolismo reage diferente. Uns respondem mais rápido ao treino e outros demoram um pouco mais. Os resultados também dependem da alimentação da pessoa. Mas em média, levando em consideração 2 aulas por semana, com duração de 1 hora cada, pode-se observar diferenças a partir da décima aula. Lembramos que as primeiras diferenças nem sempre são estéticas, mas abrangem principalmente o alongamento e a postura corporal

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes